COMPORTAMENTO

SAÚDE 10 chás para cólica que ajudam a aliviar a dor

r

Escrito por

ISTOCK

Em dias de desconforto, quando aquela cólica chata não vai embora, nada melhor do que um chá quentinho para aliviar a dor. E para quem prefere uma opção natural de medicação, vamos apresentar aqui 10 sugestões de chás para cólica, que a nutricionista Kelen Largo (CRN 4424) vai nos mostrar como suas propriedades podem ajudar a combater os sintomas.

1. Chá para cólica de hortelã

ISTOCK

Modo de preparo: separe de duas a três colheres de folhas de hortelã, podendo ser frescas, secas ou trituradas. Coloque esta quantidade de hortelã em uma xícara, e coloque água bem quente. Em seguida, tampe a xícara e deixe a mistura repousar por aproximadamente 10 minutos.

A hortelã é excelente para relaxar, diminuindo a tensão corporal, devido suas propriedades analgésicas. Ele é muito utilizado para cólicas intestinais e outros desconfortos estomacais, por atuar também no sistema digestivo.

2. Chá para cólica de gengibre

Modo de preparo: pegue um pedaço de gengibre e corte em fatias finas. Você pode utilizar um ralador para facilitar. Depois, coloque em uma chaleira as fatias de gengibre e água, levando ao fogo médio até começar a ferver. Em seguida, deixe esfriar um pouquinho até ficar com uma temperatura agradável para beber. Uma dica é adoçar com um pouco de mel, fica delicioso.

De acordo com a nutricionista Kelen, o chá de gengibre tem efeito analgésico e antiinflamatório, o que ajuda a diminuir a dor causada pela cólica. Além disso, ele ajuda a diminuir a náusea, que em muitos casos de cólica forte, podem acontecer.

3. Chá para cólica de orégano

ISTOCK

Modo de preparo: para fazer esse chá, você pode optar pelas folhas secas ou frescas, ambas tem um preparo igual. Após ferver a água, desligue o fogo e acrescente as folhas de orégano e deixe descansar por alguns minutos com o recipiente tampado.

”O chá de orégano possui ação diurética, ajudando a eliminar as toxinas do organismo”, diz a nutricionista. É uma ótima opção para dor de cabeça e enxaqueca causadas também pela cólica.

4. Chá para cólica de canela

Modo de preparo: coloque dois pedaços de canela em pau para ferver com duas xícaras de água, em seguida, espere esfriar um pouco para ficar na temperatura ideal de consumo. Se for necessário, coe com a peneira antes de consumir.

Pelo seu efeito antiespasmódico, a canela atua na diminuição das contrações uterinas, o que causa a cólica menstrual. A canela é também antinflamatória, por isso é ótima para diminuir o inchaço deste período. Vale lembrar que a canela é contraindicada para grávidas e lactantes, já que possui efeito abortivo.

5. Chá para cólica de calêndula

ISTOCK

Modo de preparo: esse chá pode ser feito por meio de infusão, basta adicionar de 2 a 3 colheres de sopa das flores da calêndula na água já fervida, depois deixe a mistura em repouso e tampada por alguns minutos. Para ingerir, basta coar e então estará prontinho.

Essa flor também diminui as contrações que causam cólica menstrual. Possui propriedades analgésicas e calmantes, além de ajudar a regular o ciclo menstrual, sendo uma ótima opção de chá para cólica para quem gosta de ter vários benefícios em um único ingrediente.

6. Chá para cólica de camomila

Modo de preparo: separe duas colheres de sopa de flor de camomila para cada xícara de chá, em um recipiente e adicione água fervida para fazer a infusão.

De acordo com a nutricionista, o chá de camomila tem efeito calmante e estimula a produção de glicina, um aminoácido que reduz os espasmos musculares, aliviando as dores da cólica.

7. Chá para cólica de agnocasto

ISTOCK

Modo de preparo: esse chá é feito das flores dessa excelente planta. Para fazê-lo, coloque uma colher de sopa de flores de agnocasto em aproximadamente 300 ml de água fervente, tampe e deixe na infusão por alguns minutos. Depois é só coar e estará pronto para beber.

O agnocasto é uma excelente planta fitoterápica que atua na regulação hormonal, o que ajuda não somente na cólica, mas também nos sintomas da TPM e na prevenção do inchaço e espinhas, devido seus efeitos calmantes, diuréticos, antiestrogênico e antiinflamatório.

8. Chá para cólica de erva-doce

Modo de preparo: o chá de erva-doce pode ser feito tanto com as folhas quanto com as sementes. Para o chá com as folhas, você pode deixá-las ferver junto com a água por alguns segundos. O chá com semente de erva-doce pode ser feito com a água já fervida, deixando descansar a mistura para infusão.

A erva-doce é antiespasmódica, o que ajuda a aliviar as dores causadas pela cólica, além disso ela também é calmante, sendo muito utilizada para tratar cólicas em bebês. É uma ótima opção de chá para cólica para quem gosta de um sabor mais leve e busca relaxamento abdominal.

9. Chá para cólica de hibisco

ISTOCK

Modo de preparo: você pode utilizar as folhas secas de hibisco para fazer, colocando de 2 a 3 colheres de hibisco para 1 litro de água já fervida. Tampe o recipiente e aguarde alguns minutos até a água ficar com a coloração avermelhada.

As propriedades do hibisco trazem muitos benefícios ao organismo, seu efeito diurético auxilia na cólica menstrual, aliviando o inchaço e a irritabilidade, segundo a nutricionista. Grávidas e lactantes devem dispensar o consumo do chá de hibisco.

10. Chá para cólica de alecrim

Modo de preparo: o alecrim pode ser tanto fresco quanto o seco. Para fazer o chá, coloque os ramos de alecrim em um recipiente e adicione água fervida. Espere uns minutos e coe antes de beber.

O chá de alecrim é um ótimo aliado para as cólicas, por seu efeito anti-inflamatório e analgésico, ele ajuda no alívio das dores, além de ser um ótimo calmante. O alecrim também pode ser uma opção para quem sente dores de cabeça providas da cólica.

Os chás para cólica são excelentes alternativas para quem busca uma medicação natural com uma variedade de benefícios para o organismo, ajudando a acalmar a dor ou até mesmo aliviar o estresse. Que tal conhecer alguns chás para dormir melhor?

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.