POLÍTICA

Roberto Jefferson conta como quase morreu e alerta Bolsonaro (veja o vídeo)

LER NA ÁREA DO ASSINANTE

Durante manifestação no último dia 1° de maio, Dia do Trabalho, que lotou a Avenida Paulista em apoio ao Presidente Jair Bolsonaro, Roberto Jefferson, presidente do PTB e um dos convidados do evento, precisou ser retirado às pressas, enquanto ainda discursava em cima do carro de som, após receber uma ameaça de atentado do PCC.

Roberto Jefferson saiu escoltado por seus seguranças e pela Polícia Militar, enrolado em uma bandeira do Brasil e usando colete à prova de balas. Por diversas vezes, Roberto Jefferson, em entrevistas, comentou sobre a relação ilegal e inescrupulosa do PCC envolvendo políticos e, até mesmo, alguns ministros do STF.

Inclusive, durante entrevista à TV Jornal da Cidade Online, ele falou que quem manda no STF hoje em dia é o narcotráfico, e que existe o mensalão do narcotráfico.

Coincidência ou não, a tentativa de atentado ocorreu logo após essa declaração.

Confira: