ARTE

Recital com Duo Mesquita’s na Casa d’Itália

 

Cristiane e Marcello Mesquita

 

Na próxima sexta-feira, dia 30/08, às 20 horas, na Casa d’Itália (Rua dos Bandeirantes, 367, Cambuí, tel. 3251-04260), a ABAL Campinas apresenta mais um recital da série Encontros Musicais com o Duo Mesquita’s, constituído pelo casal de cantores líricos Cristiane e Marcello Mesquita, residente em S. Paulo. A soprano Cristiane e o tenor Marcello compuseram para o público de Campinas um interessante repertório de canções, árias e duetos, obras de compositores como Mozart, Carlos Gomes, Agustin Lara, Giuseppe Verdi e Giacomo Puccini. O acompanhamento ao piano será feito por José Francisco da Costa, diretor artístico da ABAL. O programa é o seguinte: Tu M’ami, Le nozze di Figaro – Porgi amor; Granada; Quem sabe?; momentos de La Traviata, Dei miei bollenti spiriti; Addio del passato e o dueto Parigi o cara; La Fanciulla del West, Ch’ella mi creda libero e lontano; Madama Butterfly, Un bel di vedremo; Tosca – E lucevan le stelle; La Bohème, Sí, mi chiamano Mimi e o dueto do 1.o ato, O soave fanciulla.

 

Cristiane Mesquita cursou Canto Erudito e Violino no Conservatório Heitor Villa-Lobos. Teve orientação particular de Técnica Vocal com Helly-anne Caran e Marina Monarcha. E orientação particular de Violino com Augusto Lombardi. Cursou Música com Bacharelado em Canto Erudito pela Universidade Cruzeiro do Sul. Também Técnico em Ballet Clássico, Jazz, Sapateado e Teatro pelo Esi Dancers. Cursou Teatro Musical pela Casa Operária. A partir do ano de 2003 integrou o Coral do Estado de São Paulo sob a regência do maestro José Ferraz de Toledo, onde participou de obras como Nona sinfonia de Beethoven, Magnificat de Bach, Nänie, de Brahms, Réquiem de Mozart, Réquiem Fauré, música brasileira, além da montagem da Ópera Orfeu de Cláudio Monteverdi, sob a direção musical e cênica do maestro Abel Rocha.

                Participou do 25º Festival Internacional de Música em Brasília. De 2004 a 2014 coordenou o departamento de música e Coral da Primeira Igreja Presbiteriana Conservadora de São Paulo. No ano de 2009 foi convidada para abertura da comemoração de aniversário da Associação dos Funcionários Públicos do Estado de São Paulo no Anhembi. Participou da comemoração dos 30 anos de Coral do Estado de São Paulo, sob a regência da Maestrina Naomi Munakata. No mesmo ano, integrou a academia de dança de Ana Silva. Atuou nas montagens nos musicais “A Magia do Número IV”, “Anastácia”, “The Rocky Horror Show”, “A Princesa e o Sapo”, “A Pequena Sereia, e “O Rei Leão”.

          Desde 2013 é pianista e regente assistente da Igreja Presbiteriana Independente Pq Novo Mundo SP. Também pianista e regente assistente do Coral da Sociedade Esportiva Palmeiras. É educadora de Canto Coral na Fábrica de Cultura do Governo de Estado de São Paulo, e na Mesquita’s Produções Artísticas. Em 2017 fundou a Associação Vocal Lírico CoraLeste.

Marcello Mesquita iniciou seus estudos de Técnica Vocal com Helly-anne Caran. Teve orientação particular com Marina Monarcha e Sebastião Teixeira. Cursou Bacharelado em Canto Erudito pela Universidade Cruzeiro do Sul. Participou dos Masterclasses com a Mezzo-soprano Alicia Nafé, com o Barítono Roberto Serville, e com a Soprano dramática Giovanna Casolla e o Tenor Kaludi Kaludov.

            Integrou o Coral do Estado de São Paulo sob a regência de José Ferraz de Toledo, Nibaldo Araneda, e Naomi Munakata. Em 2007 atuou na montagem da ópera Der Mond de Carl Orff sob a regência de Paulo Maron com o NUO, núcleo universitário de ópera da UNESP. Também fez parte da instalação operística O Trem Fantasma sob a direção de Cristoph Schlingensief no SESC Belenzinho. Em 2009 e 2011 foi finalista do II e IV Concurso Estimulo Para Cantores Líricos Carlos Gomes em Campinas. Em 2012, interpretou Cesare Angelotti na Ópera Tosca, de Puccini, regida pelo maestro Carlos Moreno no Teatro Municipal de Santo André, com direção cênica por Mauro Wrona. E no mesmo ano pelo Theatro São Pedro os personagens Notaro e Lo Svegliato da ópera O Barbeiro de Sevilha de Giovanni Paisiello. Também juntamente ao Octeto Paulistano, interpretou o repertório do compositor maranhense Antônio Rayol na comemoração dos 400 anos de São Luís do Maranhão. Em 2013 por convite da Companhia de Ópera São Paulo interpretou Marullo, em Rigoletto, de Verdi. E em 2014 interpretou Fiorello na ópera O Barbeiro de Sevilha de Rossini no Theatro Municipal de São Caetano. Desde 2013 integra o trio Brasileirando ao lado de Cristiane Mesquita e Marco Bernardo.

             Junto ao Coral Lírico do Teatro Municipal de São Paulo, participou da montagem da Ópera Lohengrin de Richard Wagner em 2015, e pelo Coral Lírico Paulista do Requiem de Verdi na Sala São Paulo juntamente com o Coral da Osesp sob a regência de Marin Alsop em 2016. Desde 2010 integra o Coral Lírico do Theatro São Pedro, onde fez parte da montagem da Homenagem a Carlos Gomes na inauguração da Orquestra do Theatro São Pedro, e a temporada operística que se seguiu. Desde 2017 faz parte da Associação Vocal Coraleste como regente, ao lado da Soprano e preparadora Vocal, Cristiane Mesquita.  Em 2018 preparou o Coro da Associação Vocal Coraleste na montagem da Ópera Macbeth de Verdi, com a Orquestra Jovem de Guarulhos, sob a regência do Maestro Emiliano Patarra e Direção cênica da Soprano Carol Waness. É regente do Coral da Sociedade Esportiva Palmeiras.

Entrada franca.