GASTRONOMIA SAÚDE

Quais são os tipos de farinha que podem substituir a farinha de trigo?

Cinco alternativas para quem não pode consumir farinha de trigo ou derivados de glúten

MASSA MADRE BLOG

Existem diversas opções de farinhas para substituir a de trigo em suas receitas. Para oferecer um bom mix de produtos no seu estabelecimento, é importante disponibilizar variedades e diferenciais. Isso é estratégico porque existem pessoas que não podem consumir o glúten que é encontrado nas farinhas de trigo, e ainda também existem casos de pessoas que procuram reduzir o consumo somente por preferência.

Sendo assim, para que você aumente o seu público-alvo e o volume de clientes, é preciso atender a esses tipos de necessidades e condições. Então, confira a seguir 5 tipos de farinhas que podem ser utilizadas além da de trigo.

Farinha de sorgo

O sorgo é um cereal originário da Ásia e da África do Sul. Ele não contém glúten, é de cor clara, sabor neutro e textura bem macia, que se assemelha bastante à farinha de trigo. Além disso, tem maiores quantidades de proteínas e fibras. Pode se utilizado, por exemplo, para substituir o uso das farinhas de trigo em bolos, pães, tortas, biscoitos, broas e mingaus.

A farinha de sorgo não é muito comum no Brasil, mas há pouco tempo começou a ser cultivada em Minas Gerais e Goiás. Inicialmente, o sorgo era comercializado em lojas de ração, até que as pessoas foram descobrindo os benefícios para a saúde humana. Os principais são:

  • auxilia na redução do colesterol;
  • ajuda na perda de peso devido ao baixo índice glicêmico;
  • combate inflamações;
  • auxilia no controle da diabetes.

Farinha de trigo sarraceno

O trigo sarraceno, ou trigo mourisco, é uma semente que pode ser encontrada na região Sul do Brasil. De coloração rosa escuro ou acastanhada, a farinha de trigo sarraceno integral também não contém glúten, o que a torna uma ótima opção para os celíacos.

Com isso, pode ser utilizado nas suas receitas de pães, bolos, sopas, salgados, tortas e como substituto do arroz. No quesito valor nutricional, é rico em ferro, lisina, magnésio, flavonoides e quercetina, que auxiliam na prevenção da diabetes, doenças cardiovasculares, na diminuição do colesterol ruim (LDL) e no aumento do bom colesterol, o HDL.

Farinha de grão-de-bico

O grão-de-bico é uma leguminosa com alto teor de fibras e a sua farinha pode ser utilizada em todas as receitas como substituição das farinhas de trigo comuns. Sendo assim, é possível usá-la no preparo de tortas, quiches, salgados, panquecas e é perfeita para pães, por originar uma massa macia e sem glúten.

Além disso, é rica em ferro, cálcio, fósforo, controla a diabetes e proporciona sensação de saciedade por mais tempo. No entanto, é preciso um pouco de cuidado, pois o sabor da farinha de grão-de-bico crua não é nada agradável.

Farinha de arroz

As farinhas de arroz são as que mais se assemelham às de trigo e, apesar da textura mais seca, conseguem manter uma boa estrutura e maciez nas massas de pães e tortas. Não contém glúten e é uma boa fonte de gorduras saudáveis que garantem o bom funcionamento do nosso organismo.

Ela pode ser produzida tanto a partir do arroz branco quanto do integral, por meio da moagem dos grãos. Por não passar por nenhum tipo de processamento químico, preserva todas as propriedades nutricionais do grão.

Farinha de aveia

Assim como a farinha de arroz, a de aveia já é muito conhecida pelo público celíaco. Contudo, é preciso cuidado, pois se a aveia for processada no mesmo ambiente do trigo, poderá ser contaminada pelo glúten. Sendo assim, é importante ficar de olho na procedência do produto.

Apesar disso, é uma farinha bem fina e leve, garantindo boas massas de variados tipos de pães, biscoitos, bolos, tortas, demais receitas que levem o trigo e também para empanar e dar liga aos hambúrgueres.

Com as inovações e novidades no mercado, há uma grande variedade de farinhas e alimentos que podem fornecer o que precisamos nas nossas receitas tradicionais. Além disso, utilizá-las é uma maneira de garantir que você vai suprir as necessidades e condições de diferentes consumidores, o que é um ótimo diferencial para o seu negócio.

Que tal ficar por dentro de mais dicas para as suas receitas e para a sua padaria? Então signa-nos no Instagram e não perca as nossas novidades!