POLÍTICA

Post de Alexandre Barbosa Andrade

“Sérgio Moro fechou a rota de entrada de cocaína pela fronteira do Paraguai há algumas semanas. Trocou, de presídios, os chefes do tráfico. Estrangulou o patrimônio das facções. Ampliou as atuações nos portos, estradas e aeroportos. Existem alguns interesses obscuros que envolvem os bastidores dos hackers. No livro, “Hugo Chaves, o espectro”, Leonardo Coutinho aponta o papel do Foro de São Paulo no tráfico internacional de armas russas e drogas. Em 2019, a rota cubana perdeu entorpecentes distribuídos pelo Brasil, ao ponto de estrangular a economia.”