ECONOMIA POLÍTICA SAÚDE

BOLSONARO SAIRÁ MAIS FORTE DEPOIS DA PANDEMÍA?

Microscopic illustration of the spreading 2019 corona virus that was discovered in Wuhan, China. The image is an artisic but scientific interpretation, with all relevant surface details of this particular virus in place, including Spike Glycoproteins, Hemagglutinin-esterase, E- and M-Proteins and Envelope.

O número de desempregados no Brasil – em razão do Coronavírus – sobe para 12 milhões e meio de desempregados. Na informalidade, o número alcança 30 milhões e 700 mil.
Quem se preocupa com eles?
Pense – como disse o ministro da Economia Paulo Guedes temos duas ondas mortíferas – Saúde e na outra ponta Economia, desemprego.
Mandetta segue o figurino mundial – Ficar em Casa, com exceção dos Essenciais. E prega a necessidade do Grupo de Risco permanecerem em seus lares – os mais velhos, os doentes de qualquer espécie, os positivados.
Como antender os dois polos? Bolsonaro está longe da burrice que muitos alardeiam – apóia a Saúde, mesmo porque pode demitir seu ministro da Saúde ou pressioná-lo a sair, se quisesse.
E saia às ruas encontrando-se com seu povo, mostrando sua coragem de enfrentar a doença e ouvindo seus pedidos de volta ao trabalho.
Governadores esquerdistas , interessados fundamentalmente como Dória e Witzel , que almejam a presidência pedem o lockdown , o fechamento total. Conseguiram uma legião de irados no ciclo mais pobre da Nação.
Morderam a isca e se transformaram em Judas para serem queimados na Semana Santa.
Já o presidente tem atravessado as duas ondas na Boa. Mostrou, que comunistas não tomam as mazelas dos mais carentes como dizem em seus discursos indigestos e afagou a classe média e os mais ricos não desautorizando o Fique em Casa do seu ministro Mandetta.
Esse homem é um incapaz?