POLÍTICA

A Justiça do Distrito Federal negou pedido para derrubar sigilo de 100 anos do cartão de vacinação do presidente Bolsonaro.

Fonte: Yahoo

A juíza Adverci Abreu, da 20ª Vara Federal Cível do Distrito Federal, alega que, embora ocupe o mais alto cargo do Executivo, o presidente tem direito à privacidade.

“A todo e qualquer indivíduo garante-se a proteção a sua privacidade e intimidade, direitos sem os quais não haveria estrutura mínima sobre a qual se fundar o Estado Democrático de Direito”, diz um trecho da sentença.