COMPORTAMENTO

A foto e o título da capa de hoje de O Globo são graves desrespeitos à dor alheia: É estarrecedor, indigno, maligno.

..

LER NA ÁREA DO ASSINANTE

A foto da capa da edição de hoje (29.3.2021) do jornal O Globo jamais poderia ser estampada.

É uma grande foto de 30cm X 17cm em que aparecem, no mínimo 15 leitos do Hospital de Campanha em Santo André, São Paulo.

Em cada leito um paciente com Covid. E os pacientes têm seus rostos identificados. Todos em estado deplorável.

E ainda que não fosse deplorável o estado de saúde de cada um, deplorável continua a ser a exposição pública da dor alheia, de seus familiares, amigos…. Enfim, da sociedade inteira.

Foto que não ajuda e que pode causar danos maiores nos próprios pacientes e nos leitores.

Em cima da dramática foto o título:

“Nas UTIs de Covid do Brasil, 83,5% dos pacientes morrem”.

Título que sugere que todos aqueles fotografados, ou pelo menos 83,5% deles vão morrer.

Não. Não podemos concordar. Não podemos aceitar. É preciso reagir e censurar. O Globo não é o dono da razão. Muito menos da verdade.

É falta de bom senso, de sentimento, de pudor.

A foto fere todos os direitos fundamentais da pessoa humana no que concernem à imagem, à privacidade, ao respeito à dor.

Pavorosamente monstruoso.

Isso não é jornalismo. E em nada contribui para o combate ao flagelo.