COMPORTAMENTO

A FELICIDADE ESTÁ NO PERCURSO

A FELICIDADE ESTÁ NO PERCURSO
NEUSA LEONCINI
Por que nos sentimos infelizes algumas vezes, ou até muitas vezes? Por que a tristeza que poderia ser passageira não passa e acabamos doentes? Mas, o que é na verdade ser feliz? É possível isso em um mundo feito de contrastes, de dores e perdas, de insegurança, de diferenças, que nos assustam e que são permanentes?
Vamos partir do princípio, que ninguem até hoje conseguiu dar uma resposta satisfatória a tais indagações.
Somos o resultado de um projeto genético, trazemos no sangue um DNA único que determinará nossas fatalidades. Acrescente o fato do que foi nossa infância, o que recebemos, o que vimos, onde ficaram marcados nossos traumas.
Quando o peso é insuportável, a ponto de se transformar em depressão a ajuda médica é fundamental.
Hoje está provado que um dessaranjo em nosso físico, a falta ou excesso de químicas que nos tornam vivos podem entrar em colapso.
É nesse momento que a medicação precisa entrar e nos salvar.

Mas não é só…

Mudar a maneira de enxergar o mundo, as ações que nos rodeiam é fundamental para nos transformarmos.
Quantas vezes exigismo algo, que esta além de nossas forças. Tive um amigo que dizia a felicidade, tem que estar de acordo com a nossa cintura. Verdade. Enxergar o que não temos, e deixar de ver o que temos, é o erro que provoca o sofrimento. Nem sempre o que desejamos é realmente o que queremos. Descobrir o querer de fato é o primeiro tijolo para a construção de uma vida de sucesso.
Isso irá depender de nossas escolhas, não aquelas do vizinho ou da amiga, ou ainda aquilo que a Mídia nos mostra como objetos de alcance de todos para chegar ao topo do prazer.
Bobagem tentar se enganar – a grama do vizinho será sempre mais verde do que a sua. Porque o vizinho não conta como é difícil cuidar dela. E você acredita que ela veio do céu…
Depois ir junto com a maré – ser feliz é ficar o dia inteiro na academia? é tomar sol na piscina ou na praia? é comprar infinitas roupas nos shoppings? é ostentar jóias ou carros? Esses são prazeres, fortuitos, que chegam e terminam com o piscar dos olhos…

Sabedoria… ela demora.

Muito afirmam que enxergamos melhor quando estamos mais velhos. Mas nao precisaria ser assim. O “Conhece-te a ti mesmo” é o superior ensinamento de Sócrates. Segundo Platão, o filósofo esteve presente no Templo de Apolo em Delfos, onde o oráculo afirmou que ele era o homem mais sábio que existia. No entanto, a resposta de Sócrates foi a aquela que é provavelmente a sua frase mais conhecida: “Só sei que nada sei”.
O autoconhecimento é algo que não tem idade para começar. E nessa abertura, que temos que plasmar nossa existência.
Aí entram as famosas escolhas. Arrependimentos do que passou? Mas, não éramos nós que decidimos naquela época? Como um dia disse Chico Xavier “não podemos fazer um novo começo, mas sim um novo fim.”
A vida é uma construção : projeto que se faz passo por passo em busca de um foco preciso.“
Hoje ela reflete o passado das suas decisões. Se deu certo, ou se não deu, elas ficaram para trás. E amanhã também será o mesmo modelo do que foram os resultados de hoje.
E lembrando-se sempre – o mal vivenciado agora poderá ser a porta da alegria amanhã. Poderá ser o desafio, que você não tinha coragem de enfrentar por preguiça ou medo.
Você é você. Uma pessoa única. E isso basta para encontrar a Paz ao seu modo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.